Conheça as perguntas mais comuns em entrevistas de trainee

6 minutos para ler

Vagas como as de trainee costumam ser muito disputadas. Entretanto, isso não significa que seja impossível conseguir esse espaço no mercado. Na realidade, tudo depende de preparo e disposição por parte do candidato.

Sendo assim, reunimos, aqui, algumas perguntas comuns nesse tipo de processo e as formas mais recomendadas de resposta. Confira o que pode ser feito e prepare-se melhor para as próximas entrevistas de trainee!

Quais são os seus objetivos profissionais?

A conversa pode começar com essa abordagem. Nesse caso, sua melhor resposta é alinhar seus interesses com os da empresa. Esse, aliás, será o objetivo do examinador, ou seja, avaliar se existem meios para que você contribua com a organização, oferecendo o que tem de melhor.

Nesse caso, o ideal é falar sobre a ocupação e o aprendizado que ela trará para a sua carreira. Evite, ao menos neste primeiro momento, tocar a questão salarial ou de benefícios.

As empresas tendem a valorizar características como a liderança e a capacidade de cumprir prazos, mas não use isso a seu favor se não fizer sentido de fato. O importante é deixar claro que você entende quais são seus objetivos e que se sente capaz de prosperar desenvolvendo suas qualidades ao ocupar a vaga em questão.

Como você se saiu tendo de lidar com uma pessoa difícil?

O trabalho em equipe é fator determinante para o sucesso de qualquer empresa, ainda mais se ela é de grande porte. É por isso que, no processo de seleção, o examinador pode fazer perguntas dessa natureza. No fundo, o que ele quer saber é se você tem noção da importância de trabalhar em equipe e se sabe como agir em situações complicadas.

O fato é que os conflitos fazem parte da rotina das empresas, e saber lidar com isso é fundamental. Para se sair bem na sua resposta, fale de uma situação em que você conseguiu compreender o ponto de vista do outro e conduziu a resolução do problema de uma forma que trouxe resultados positivos para a sequência do trabalho em equipe.

Houve uma situação difícil que você viveu profissionalmente? Como a superou?

Essa é uma forma de avaliar se você reúne características como liderança, trabalho em equipe e capacidade de agir de acordo com o planejamento, muito valorizadas pelas empresas. A resposta que se espera é algo que contemple alguma dessas competências ou todas.

Um exemplo é responder que você se deparou com uma experiência que exigia iniciativa da sua parte e que, com liderança, conseguiu conduzir os processos de uma maneira muito satisfatória.

Qual foi a decisão mais difícil que você já teve que tomar?

Caso o processo se concentre em candidatos mais jovens, é mais comum que as perguntas tenham o objetivo de identificar o grau de maturidade do participante. Como fazer isso? Pedindo para que ele fale a respeito de situações extremas que viveu e avaliando se, de fato, sua resposta se justifica.

Assim, se, por exemplo, diante de uma pergunta como essa, a resposta for algo do tipo: “ainda não trabalhei e não tive grandes dificuldades no meu estágio”, você revelará inexperiência ou imaturidade.

É preciso se concentrar em respostas que demonstrem que a decisão foi difícil e deixar claros os elementos que foram considerados para que ela fosse tomada.

Como você costuma se relacionar com colegas de trabalho?

Demonstre que pretende se esforçar pelo bem do ambiente. Esse deve ser o foco de qualquer profissional: vestir a camisa da empresa.

Sua maneira de agir no dia a dia interfere muito nos resultados da sua vida profissional. Nesse caso, procure ser sincero, pois as empresas avaliam questões como a relação com chefes e subordinados e o trabalho em conjunto.

O ideal é que você tenha um comportamento compatível com a cultura da empresa, ou seja, com sua visão, missão e valores. Essa compatibilidade costuma ser valorizada e contar pontos no processo de seleção.

Que legado você pretende deixar na companhia?

Cada pessoa apresenta um perfil. Ser mais analítico, por exemplo, não faz de você melhor ou pior que alguém que tem o perfil criativo ou colaborativo. A questão aqui é alinhar esse estilo àquilo que a empresa quer e busca.

É por isso que perguntas a respeito do legado podem ser feitas. Quando alguém diz que pretende inovar, ela se aproxima do perfil criativo, quando diz que deseja ajudar a formar novos quadros dentro da companhia, já é mais colaborativa e assim por diante.

Tenha em mente que a sua resposta deve ser sincera, pois essa será a base da sua participação na entrevista.

Por que escolheu esta empresa?

Outra questão que tem a ver com a busca pelo alinhamento. O problema é que muitas respostas não contemplam a motivação que a empresa busca. Isso é mais comum quando o candidato tenta várias oportunidades ao mesmo tempo e acaba não diferenciando as firmas. Cuidado com isso. O ideal é que a sua resposta mostre o que fez você se identificar com aquela companhia.

Novamente, tenha como foco visão, missão e valores da organização e encontre algo em comum com os seus interesses. A empresa valoriza a questão ambiental? Se isso é algo que motiva você, essa é uma resposta boa.

Por que você acha que deve ser contratado?

Esse tipo de pergunta costuma tirar pontos de candidatos desprevenidos. Muitos deles acham que se trata de algum tipo de pegadinha, quando, na realidade, a empresa precisa apenas saber se aquela pessoa trabalha o seu autoconhecimento.

É ele que pode dar a você condições para saber quais são suas habilidades e competências que podem agregar valor àquela organização. A dica, aqui, é pensar nos seus pontos positivos e procurar entender de que forma eles podem ser úteis àquela organização.

No fim, saber como se preparar para esse tipo de pergunta dá a você vantagem competitiva importante no processo de seleção para a vaga de trainee. Fique atento aos detalhes, mas não deixe de valorizar a sinceridade. Ela, acima de tudo, fará a diferença, colocando você em condições de obter êxito.

Preparado para se destacar em entrevistas de trainee? Então, esclareça suas dúvidas sobre o programa!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-